Descondificando CC

Fluxogramas e Pseudocódigo

November 21, 2019

Human-Friendly
Iniciante

Fluxograma é um tipo de diagrama que representa o esquema(fluxo) de um processo ou algoritmo. Muito usados em ciências da computação, fluxogramas permitem-nos descrever processos computacionais.

Criação de fluxogramas

Para a criação de fluxogramas, existem algumas regras à serem respeitadas, regras estas são:

  • Marcar o começo e o fim do processo.
  • Escreva estados e instruções dentro de retângulos.
  • Escreva processos decisões dentro de losangos.
  • Conecte elementos sequênciais com flechas.

Fluxogramas na prática

Para exemplificar, usaremos um famoso algoritmo(jogo) chamado Fizz Buzz. A ideia por trás deste jogo é a seguinte:

Nos é dado um certo número, caso seja um múltiplo de 15 e resto da divisão for 0, imprimmos FizzBuzz, caso seja um múltiplo de 3 e o resto da divisão for 0, imprimimos Fizz, caso seja um múltiplo de 5 o resto da divisão for 0, imprimimos Buzz.

Pseudocódigo

Assim como os fluxogramas, pseudocódigos permitem-nos expressar processos computacionais.

Pseudocódigos não são interpretados por nenhum computador, o seu uso é restrito para nós humanos.

No exemplo acima, vimos como é feita a implementação do algoritmo FizzBuzz usando um fluxograma, no exemplo à seguir, veremos como é implementação do mesmo usando pseudocódigo.

função fizzBuzz(número) {
  se número módulo 15 resto 0
  	imprima "FizzBuzz"
  senão se número módulo 3 resto 0
  	imprima "Fizz"
  senão se número módulo 5 resto 0
  	imprima "Buzz"
  senão
  	retorne
}

Voilà, o uso destes dois métodos, permitem-nos criar softwares com processos explícitos e poucos bugs.